Citação

Violência – Mulheres uni-vos

Vasta confusão de pensamentos quando se é pra falar sobre mulher e sobre ser mulher em meio a uma sociedade onde tanto se desconsidera e desqualifica o sexo feminino. Onde o medo se faz tão presente no cotidiano. Onde existe um índice tão alto de violência contra a mulher. Onde o machismo é predominante e naturalizado. Onde o dedo tá sempre apontado para a mulher, culpando-a e o respeito quase sempre em falta... Você sabe/sente o que é ser mulher? O medo de ser violentado faz parte do seu cotidiano? Então não fale por nós! Não é mimimi! A cada dia se expande a certeza de que é preciso falar mais sobre esse tema, que precisamos do feminismo, que precisamos de luta, aqui e agora, em todos os âmbitos. Dentro e fora...
Anseios e sangue sobre papel Fabriano. Estudos para reflexões acerca do feminino. 

“Vasta confusão de pensamentos quando se é pra falar sobre mulher e sobre ser mulher em meio a uma sociedade onde tanto se desconsidera e desqualifica o sexo feminino. Onde o medo se faz tão presente no cotidiano. Onde existe um índice tão alto de violência contra a mulher. Onde o machismo é predominante e naturalizado. Onde o dedo tá sempre apontado para a mulher, culpando-a e o respeito quase sempre em falta… Você sabe/sente o que é ser mulher? O medo de ser violentado faz parte do seu cotidiano? Então não fale por nós! Não é mimimi! A cada dia se expande a certeza de que é preciso falar mais sobre esse tema, que precisamos do feminismo, que precisamos de luta, aqui e agora, em todos os âmbitos. Dentro e fora…”

 

13240710_1225607594146776_6320609552237167884_n
Se é pra falar das cicatrizes, inclui-se agora mais do que nunca as marcas deixadas pelo machismo diariamente em cada mulher, a cada hora, em cada lugar… Não nos calaremos. Estudos para reflexões acerca do feminino.
3
Uma dose a mais de respeito – Violence against women; Estudos para reflexões acerca do feminino.

 

Se quiser entrar em contato com a Jaque para ajudar nessa construção do estudo, vou deixar os contatos dela:
Facebook: https://www.facebook.com/Linear-999997546691639/
Insta: @florescimento
Se quiser pesquisar um pouco mais sobre o assunto, segue um link bem bacana:
 É hora de nos unirmos e dizer NÃO à toda essa OPRESSÃO!

Reconstrua-se, Liberte-se, Ame-se!

Anúncios
Cabelos e Padrões de Beleza?

Cabelos e Padrões de Beleza?

É, onduladas, hoje chegou o dia de conversarmos francamente sobre padrões de beleza e como eles influenciam nossos cabelos. Quem aqui já sofreu bullyng por causa do cabelo e você já pensou o por quê disso?

O padrão que é imposto pela mídia é o da mulher europeia e norteamericana, branca, magra, loira e do cabelo bem liso. Tudo que se diferencia disso é associado aos traços negros, o que nessa sociedade racista tem um caráter negativo e “tem que ser combatido ou disfarçado”. E os nossos cabelos não ficaram fora desse enquadramento, apesar de não termos o cabelo cacheado ou crespo, as ondas já remetem minimamente a uma forma diferente, então tiveram que ser alisadas e disfarçadas.

Cara Delevingne – Modelo

E agora, a gente começou a assistir um movimento lindo de mulheres que começaram a assumir seus cabelos nas suas formas mais diversas e nós onduladas não ficamos fora dessa, começamos a colocar nossas ondas temperamentais ao vento.

Blogueira e símbolo do cabelo cacheado
Rayza Nicácio – Blogueira e Símbolo do Cabelo Cacheado

Então se criou um ideal de cabelo cacheado bem definido, sem frizz, perfeitamente modelado. Mas nem todos os tipos de cabelos foram contemplados nesse ideal, os principais atacados são os cabelos crespos que novamente foram rotulados de cabelos duros e todo aquela ladainha racista que sabemos qual é, mas poucas sabem na pele o que é. Também tentamos nos enquadrar nesse modelado, principalmente porque as ondas de babyliss que estão aí e Gisele vêm nos mostrar isso, pois suas ondas estão sempre perfeitas e sensuais.

Gisele
Gisele Bundchen – Modelo Aposentada e Símbolo da “Beleza Brasileira” pelo mundo afora.

Só quem é ondulada sabe que a realidade não bem é essa, seu cabelo tem vontade própria e tentar doma-los é uma tarefa árdua, principalmente cansativa e nem sempre necessária. Nosso cabelo tem em sua essência a própria inconstância e não é necessário tentar forçadamente modela-lo incansavelmente sempre, vamos deixa-los livres, tentarmos ser livres também de todos os padrões de beleza e empoderar outras mulheres da sua beleza e liberdade

large (4)
Você é a dona do seu próprio cabelo e do seu próprio corpo!

Terminaremos esse post com uma frase de Simone de Beauvoir que traduz bem o que queremos para todos os padrões de beleza e uma boa música que questiona esses padrões. Um cheiro!

Que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância, já que viver é ser livre. ❤